Ministério Público denuncia controladores da Laep



ministerio-publico-denunciaNo começo de julho, o Ministério Público Federal de São Paulo (MPF-SP) denunciou Marcus Alberto Elias e outros três ex-executivos da Laep por sete crimes, operações fraudulentas no mercado de capitais, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e organização criminosa e desobediência à ordem judicial. O grupo será julgado por ter causado um prejuízo de mais de R$ 2,5 bilhões ao mercado emitindo Brazilian depositary receipts (BDRs) com base em documentos forjados e sem o devido lastro em ações. A Laep estreou na Bolsa em 2007, registrada como uma emissora estrangeira, apesar de todos os seus ativos estarem no Brasil. De acordo com o MPF-SP, o rombo chega a quase R$ 5 bilhões se considerados “captações indiretas, prejuízos acumulados e impostos devidos”.

Ilustração: Grau 180.com.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais BDR Laep Ministério Público crime operação fraudulenta Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
BM&FBovespa formaliza listagem de superpreferenciais
Próxima matéria
Investidores estrangeiros têm aval para exigir ressarcimento contra a Petrobras



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você