ISS anuncia mudanças em suas políticas de voto



A Institutional Shareholder Services (ISS) lançou, no fim de novembro, as suas políticas de voto para a temporada de assembleias de 2014. Nos Estados Unidos, a consultoria pretende analisar com mais cuidado as respostas dos diretores a propostas de acionistas que não receberem apoio da maioria nas reuniões. Além disso, vai ampliar de um para três anos o intervalo para obter a relação entre pagamento do CEO e desempenho do papel em bolsa. Com isso, pretende tornar a análise menos vulnerável a períodos de alta volatilidade. Os dados são usados pela ISS para decidir se recomenda ou não o voto a favor da proposta de remuneração da empresa (say on pay).
No Canadá, além dos pontos citados acima, a consultoria pretende verificar o número de reuniões de que os conselheiros participam, a fim de julgar se alguns deles não estão servindo a mais companhias do que são capazes. Com relação à Europa, a ISS promete prestar especial atenção à independência dos membros do conselho.
A consultoria divulgou, por enquanto, as políticas de voto que serão adotadas no continente europeu, nos Estados Unidos, no Canadá e na Ásia-Pacífico. Novidades sobre o Brasil serão apresentadas em dezembro.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Europa Estados Unidos ISS CAPITAL ABERTO mercado de capitais Canadá consultoria de voto política de voto voto Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
SEC recebe número recorde de delações premiadas
Próxima matéria
Regulador europeu define como agir em aquisições hostis



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
SEC recebe número recorde de delações premiadas
A Securities and Exchange Commission (SEC) recebeu 3.238 denúncias anônimas no ano fiscal de 2013, período que começou...