Após fraude de R$ 313 milhões, empresa dinamarquesa abre falência

7/11/2014

Governança Corporativa / Temas / N@ Web / 7 de novembro de 2014
Por 


Maior produtora de combustível para navios do mundo, a dinamarquesa OW Bunker virou assunto nas redes sociais nesta sexta-feira. A companhia declarou falência alguns dias depois de descobrir, por meio de investigação interna, que funcionários de alto escalão da subsidiária de Cingapura cometeram uma fraude. A falcatrua custou à companhia 730 milhões de coroas dinamarquesas — o equivalente a R$ 312,78 milhões, ou US$ 275 milhões.

Alguns investidores reclamam. A empresa fez uma oferta de ações em março, vendendo cada papel a 145 coroas dinamarquesas (R$ 62). O blog Zero Hedge ironizou, ao publicar uma foto do prospecto da operação e comentar: “Fator de risco: a companhia pode falir oito meses depois desta oferta”.

O Morgan Stanley, banco que coordenou a emissão, também está sendo alvo de críticas, tanto de usuários do Twitter quanto de sites especializados, como City A.M..



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais Morgan Stanley fraude oferta pública Zero Hedge falência OW Bunker Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Anúncio desmoraliza nova diretoria de governança da Petrobras e lança debate sobre intervenção
Próxima matéria
Oito auditorias são punidas por falta de independência




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Anúncio desmoraliza nova diretoria de governança da Petrobras e lança debate sobre intervenção
Mesmo após ter instituído uma diretoria para cuidar da governança corporativa, capitaneada por João Elek, a Petrobras...