Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Emissões do mercado de capitais atingem R$ 44,5 bilhões em novembro, diz Anbima
Volume é 96% maior que o captado no mesmo mês do ano passado, mas oferta cai 18% no acumulado de 2023  em comparação com 2022
Emissões do mercado, Emissões do mercado de capitais atingem R$ 44,5 bilhões em novembro, diz Anbima, Capital Aberto

As emissões do mercado de capitais atingiram em novembro o quarto maior volume mensal do ano, totalizando R$ 44,5 bilhões, segundo dados da Anbima (Associação Nacional das Entidades do Mercado Financeiro e de Capitais).  O volume é 96% maior que o registrado no mesmo mês do ano passado. No  rumo oposto, o volume captado nos 11 primeiros meses (R$ 384 bilhões) ficou 18% abaixo do registrado no mesmo período de 2022.

Confira os destaques do boletim sobre as emissões do mercado da Anbima:

Debêntures 

As debêntures  mais uma vez lideraram as captações em ambos os períodos pesquisados. Em novembro, as ofertas somaram R$ 25,4 bilhões, com um salto de 196% ante o mesmo mês de 2022. No acumulado de 2023, atingiram R$ 196,6 bilhões, com volume 16,3% menor na comparação com igual intervalo do ano passado. 

O prazo médio dos papéis ficou em 8,8 anos, bem acima do contabilizado no mesmo intervalo em 2022 (6,3 anos). “Esse alongamento expressivo no prazo, refletindo uma maior confiança no mercado de capitais, se deve principalmente às debêntures incentivadas, que apresentam prazos superiores às debêntures corporativas”, afirmou José Eduardo Laloni, vice-presidente da Anbima. 

CRAs e CRIs

Nos instrumentos de securitização, o CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio) se destaca em novembro. As emissões atingiram R$ 4,8 bilhões, com salto de 272,6% na comparação com novembro de 2022. 

Em seguida aparece o CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários), com R$ 4,0 bilhões e queda de 15,4% em relação ao mesmo mês do  ano passado. 

Nos onze primeiros meses do ano, as ofertas de CRA (R$ 35,1 bilhões) estão 12,4% abaixo das registradas no mesmo período do ano passado. Já as de CRI (R$ 38,9 bilhões) apresentam variação positiva de 1,1%.

FIIs

Nos produtos híbridos, os FIIs (Fundos de Investimento Imobiliário) alcançaram R$ 3,2 bilhões em novembro, o segundo melhor desempenho de 2023. 

No acumulado do ano, somaram R$ 24,2 bilhões – 35% a mais que no mesmo período do ano passado.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 9,90/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.