Negros nos conselhos

de administração

encontro online

Negros nos conselhos de administração

Especialistas debatem razões para incluir diversidade racial nos boards

o que esperar

Em setembro de 2020, a varejista Magazine Luiza anunciou seu primeiro processo seletivo exclusivo para admissão de trainees negros. A decisão causou polêmica no mercado e nas redes sociais, chamando a atenção para a falta de profissionais negros não só entre os funcionários, mas também no alto escalão das companhias e em seus conselhos de administração.

Em um País onde 55% da população se considera preta ou parda, por que ainda é tão difícil encontrar negros ocupando assentos nos boards das companhias abertas? O que poderia ser feito para mudar esse cenário?

Para responder a essas e outras questões, a Conexão Capital promoveu um encontro mediado por Angela Donaggio, fundadora da consultoria Virtuous Company, com a participação de Lisiane Lemos, advogada, especialista em transformação digital e co-líder do Conselheira 101, Lia Lopes Almeida, co-fundadora da ConsulD&L e Viviane Elias Moreira, gerente sênior de riscos e continuidade de negócios e co-líder do grupo de diversidade racial Melanina.

O encontro aconteceu no dia 3 de novembro de 2020.

Convidados

Já é assinante?

Clique no botão e assista ao vídeo

Assistir

Quer assinar?

Então vá até a nossa loja e volte aqui para assistir

Assinar


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar! Já tenho cadastro!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >