Venture capital decepciona no longo prazo

Gestão de Recursos/Internacional/Temas/Edição 106 / 1 de junho de 2012
Por 


Contrariando a aura em torno desse tipo de investimento, um estudo desenvolvido pela Kauffman Foundation mostra que a indústria de venture capital vem, há muito tempo, entregando magros retornos.

Com mais de 20 anos de atuação nesse mercado, a Kauffman se baseou na própria experiência — investiu em mais de cem fundos de venture capital nesse período — para descobrir que 62 deles entregaram resultados piores que o do mercado de ações (foi usado como benchmark o índice Russell 2.000, dedicado a empresas small caps). Dos fundos de seu portfólio, apenas 20 superaram o benchmark em mais de 3% ao ano. O trabalho também descobriu que quanto maior o tamanho, menor a probabilidade de bons ganhos. Apenas 4 de 30 fundos com capital comprometido superior a US$ 400 milhões geraram retornos superiores aos do benchmark.

Boa parcela desse fenômeno pode ser explicada pelas altas taxas cobradas nos fundos. No geral, 2% de taxa de administração sobre o capital comprometido mais 20% de taxa de performance acabam corroendo os ganhos dos investimentos. Outra parte da culpa, observa o estudo, pode ser atribuída aos investidores — os chamados limited partners. “Muitos não requerem informações sobre os fundos, como a remuneração dos gestores, os custos e lucros”, analisa o estudo.

Com base nas descobertas, a Kauffman deu a receita para melhorar a abordagem de investimentos em venture capital: cobrar mais transparência e governança dos gestores; investir em carteiras com menos de US$ 400 milhões de capital comprometido; escolher fundos com histórico de bom desempenho; preferir aqueles em que os próprios gestores comprometem pelo menos 5% do capital, em lugar do tradicional 1%; investir diretamente em um pequeno portfólio de novas companhias e, assim, se livrar das pesadas taxas.

Conteúdo extra

Clique e leia o estudo da Kauffman Foundation sobre VC.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  venture capital Kauffman Foundation Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Punição exagerada
Próxima matéria
Mirando os grandes



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Punição exagerada
Não se pode dizer que 2011 tenha sido um ano ruim para a Julio Simões Logística. A receita bruta da companhia cresceu...