Só micos

Relações com Investidores/N@ Web/Temas/Edição 111 / 1 de novembro de 2012
Por 


Os últimos meses não têm sido fáceis para os investidores. Em setembro, o banco Cruzeiro do Sul foi liquidado pelo Banco Central, deixando acionistas e credores com um mico na mão. Em outubro, foi a vez das ações da Petróleo Manguinhos despencarem após o anúncio da desapropriação da sede da empresa — um terreno de 500 mil metros quadrados. O governo do Rio de Janeiro pretende construir um bairro popular no local. Diante disso, os acionistas perceberam que as redes sociais podem ser um espaço útil para mobilizar os pares e buscar compensações. No Facebook, foi criada a comunidade Investidores Refinaria de Manguinhos, que tinha 75 membros no fechamento desta edição e atividade intensa. http://is.gd/BNryGQ

 


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Banco Central investidores Cruzeiro do Sul Petróleo Manguinhos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Não me contrariem!
Próxima matéria
Na berlinda



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Não me contrariem!
Jack Welch, ex-CEO da General Electric (GE) e hoje consultor, não acredita que as estatísticas que apontam a redução...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}