SEC orienta sobre uso da internet como canal de divulgação

Relações com Investidores/Internacional/Temas/Edição 60 / 1 de agosto de 2008
Por 


Em reconhecimento à importância que a comunicação por meios eletrônicos possui atualmente e preocupada com os problemas decorrentes do surgimento de novas tecnologias, a Securities and Exchange Commission (SEC) publicou, no dia 30 de julho, orientações para as companhias abertas comunicarem-se com seus acionistas por meio da internet. O objetivo é ajudá-las a desenvolver seus websites em conformidade com as leis que regem o mercado norte-americano.

O documento esclarece em que situações as informações divulgadas são consideradas públicas e como adequá-las à regulação Fair Disclosure. Mostra também como remeter para páginas de terceiros sem ter de se responsabilizar por essas informações e como proteger o conteúdo das leis antifraude. A SEC observa que as informações divulgadas pela internet não estão sujeitas às regras da Sarbanes-Oxley para controles e procedimentos de divulgação. E afirma que não há necessidade de as informações contidas nos websites terem um formato padronizado para impressão, a não ser que alguma regra da SEC faça essa exigência.

A regulação Fair Disclosure, lançada pela SEC em outubro de 2000 com o objetivo de impedir a divulgação seletiva de informações, já trazia algumas diretrizes sobre o uso dos websites das empresas. Mas o rápido desenvolvimento de novas tecnologias para a internet alterou não apenas o processo de produção das informações, como também a maneira e a velocidade de acessá-las e disseminá-las — o que levou a SEC a pensar em regras mais específicas para esse canal de comunicação.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  SEC Internet Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Árabes e ocidentais aproximam seus mercados de ações
Próxima matéria
Controles sobre serviços de proxy na mira do regulador



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Árabes e ocidentais aproximam seus mercados de ações
Árabes e ocidentais estão cada vez mais próximos no terreno das bolsas de valores. Depois de a Nyse Euronext comemorar...