Saída à inglesa

No dia 24 de junho, os britânicos surpreenderam o mundo com a decisão de sair da União Europeia. A notícia causou alvoroço entre os economistas, que tentam prever os efeitos da Brexit, mas também atiçou os especialistas em governança corporativa. Nos últimos dias, um grupo de usuários do Twitter …

Seletas/N@ Web/Edição 37/Temas / 1 de julho de 2016
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

No dia 24 de junho, os britânicos surpreenderam o mundo com a decisão de sair da União Europeia. A notícia causou alvoroço entre os economistas, que tentam prever os efeitos da Brexit, mas também atiçou os especialistas em governança corporativa. Nos últimos dias, um grupo de usuários do Twitter que discute esse tema tem feito críticas aos boards das companhias do Reino Unido pelo fato de elas não terem ponderado esse risco político em suas reuniões. Investidor ativista, James McRitchie questionou onde os conselheiros estavam enquanto o processo se desenrolava — de acordo com ele, a maior parte das 250 maiores companhias do Reino Unido não tem um plano de contingência para a situação.

A Brexit virou tema de um texto publicado no blog da National Association of Corporate Directors (NACD). A instituição listou uma série de perguntas que os conselheiros devem fazer aos diretores das companhias em que atuam diante dessa novidade. A maioria das questões envolve a provável diminuição do crescimento mundial nos próximos anos por causa da paralisia vinculada à incerteza política.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Reino Unido União Européia Brexit Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Talentos para startups
Próxima matéria
Seminário sobre sustentabilidade



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Talentos para startups
Ter uma equipe talentosa e coesa é um dos mais importantes fatores de sucesso de uma empresa. No caso das startups e PMEs,...