Propaganda ativista

Calpers faz campanha por relatório sobre impactos das alterações climáticas

Relações com Investidores / N@ Web / 3 de junho de 2017
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Maior gestor de recursos do mundo, o fundo de pensão dos funcionários públicos da Califórnia (Calpers) tem usado as redes sociais para promover suas campanhas ativistas. Na última quarta-feira, dia 31 de maio, Anne Simpson, diretora de investimentos da Calpers, postou um vídeo no Twitter da fundação pedindo a outros investidores para dizerem “sim” à “proposta 12” da assembleia da Exxon Mobil — ela obrigaria a petroleira a publicar relatórios sobre os impactos das mudanças climáticas em seus negócios. Embora não seja possível dizer o quanto a postagem influenciou o desfecho, ele foi positivo: a proposta foi aprovada, algumas horas depois, por 62% dos acionistas. O fundo de pensão comemorou a boa nova. “Essa vitória é um grande sinal de progresso. Os acionistas deixaram claro que eles entendem o risco que mudanças climáticas representam para os negócios”, declarou Simpson.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Gestão de Recursos Fundos de pensão Mudanças climáticas Ativismo n@ web propaganda Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
IPO do Snapchat gera comentários sobre formação de bolha
Próxima matéria
Nos bastidores dos conselhos




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
IPO do Snapchat gera comentários sobre formação de bolha
Fundada em 2011, a rede social Snapchat se prepara para fazer uma oferta pública inicial de ações (IPO) avaliada em US$ 25 bilhões....