Fundos de pensão se tornam mais ativistas

Relações com Investidores/Internacional/Edição 125 / 1 de janeiro de 2014
Por 


Durante muito tempo, os fundos de pensão foram discretos em suas participações em assembleias, mas agora estão se aproximando do perfil de investidores ativistas, como o barulhento Carl Icahn. Uma reportagem do site DealBook, do jornal New York Times, relata que, em 2013, vários levantes de acionistas foram protagonizados pelas fundações. Elas tiveram papel crucial, por exemplo, na troca das diretorias da Hewlett-Packard, do JPMorgan Chase e da Occidental Petroleum. Ao site, Anne Simpson, diretora de governança corporativa do California Public Employees’ Pension Fund (Calpers), afirmou que os minoritários estão exercendo o ativismo não mais como “bárbaros nos portões”, mas como donos.

A evolução na forma de agir dos ativistas é confirmada por um relatório da Institutional Shareholder Services (ISS), publicado em agosto — uma avaliação da temporada de assembleias de 2013. No documento, a consultoria de voto observa que este ano foi um ponto de inflexão no qual o ativismo dos acionistas deixou de estar focado em reformas estruturais de governança para buscar um embate mais direto dos sócios com os diretores.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  ISS CAPITAL ABERTO mercado de capitais assembleia Calpers Fundo de pensão HP Ativismo JP Morgan Chase Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Gestores querem que clientes paguem por consultoria de voto
Próxima matéria
Minoritário pode ganhar novos direitos em Londres



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Gestores querem que clientes paguem por consultoria de voto
Michelle Edkins, diretora global de governança corporativa da BlackRock, declarou que os gestores podem vir a ter que cobrar...