Banco conectado

O Goldman Sachs quer se posicionar como um banco plugado nas inovações tecnológicas. Investe atualmente numa startup de moedas virtuais, já anunciou que pretende entrar no negócio de empréstimos digitais e lançou uma série de podcasts em que seus executivos discutem inovação e tecnologia. O CEO …



O Goldman Sachs quer se posicionar como um banco plugado nas inovações tecnológicas. Investe atualmente numa startup de moedas virtuais, já anunciou que pretende entrar no negócio de empréstimos digitais e lançou uma série de podcasts em que seus executivos discutem inovação e tecnologia. O CEO Lloyd Blankfein, inclusive, participa de alguns deles. No podcast divulgado em 12 de maio, disse que, mesmo com os altos múltiplos pagos hoje em dia, os investimentos em empresas de tecnologia são capazes de gerar inovação e riqueza de uma forma tão intensa que valem o risco. Blankfein deixou claro que o próprio Goldman é uma empresa que depende de tecnologia e não pode ficar para trás.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais Goldman Sachs inovação Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Saia da mesmice
Próxima matéria
De vilã a vítima



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.

Leia também
Saia da mesmice
“Não fique preso ao padrão do ano passado. Inove e aproveite para mostrar a sua empresa de uma forma menos careta (desde...