Quero minhas ações



A nacionalização da YPF levantou muitos comentários em redes sociais como o Twitter. A maioria era focada no aspecto político da medida, com alguns usuários alvejando Cristina Kirchner e outros a apoiando. Entre as disputas ideológicas, surgiam algumas ponderações ligadas ao mercado de capitais. Alguns criticavam o fato de o diretor da espanhola Repsol, da qual a YPF foi expropriada, ter vendido suas ações pouco antes do acontecimento. Outros mencionavam o descontentamento dos minoritários com a nacionalização. Um grupo de argentinos, mais bem humorado, repetia: “Já que a YPF agora é nossa, quero receber minhas ações”.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Twitter YPF Cristina Kirchner Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Cingapura eleva padrões de listagem
Próxima matéria
Tribunais especializados



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Cingapura eleva padrões de listagem
A Bolsa de Cingapura (SGX) vai tornar mais rigorosas as suas regras de listagem. A partir de 10 de agosto, serão aceitas...