Projeções para o Ibovespa ficam cada vez mais distantes das iniciais

Captação de recursos/Temas/Edição 61 / 1 de setembro de 2008
Por  e


No começo de 2008, as principais projeções para o Ibovespa apontavam alta de mais de 30% no ano. O índice, que havia encerrado 2007 em 63.886 pontos, poderia chegar, segundo analistas, aos 86 mil pontos em 12 meses. A expectativa positiva, apesar dos sinais claudicantes vindos da economia norte-americana, foi ratificada com a chegada do investment grade, no final de abril. No entanto, nas últimas semanas, as estimativas para o desempenho da Bolsa de Valores de São Paulo tornaram-se muito cautelosas.

Na avaliação de Ricardo Amorim, diretor executivo para mercados emergentes do WestLB, a desaceleração da economia americana e a queda dos preços das commodities são as responsáveis pela baixa do Ibovespa. E ele acredita que o mercado local cairá ainda mais este ano devido a esses fatores externos. Suas perspectivas de médio e longo prazo, entretanto, são favoráveis ao Brasil. O economista acredita que o crescimento continuará robusto, o crédito em expansão e os preços das commodities voltarão a subir nos próximos anos devido à forte expansão da demanda chinesa.

“O Ibovespa cairá mais nos próximos meses”, diz Amorim, tomando como base um índice atual na faixa de 55 mil pontos. “Estamos passando por uma grande correção de preços e não por uma correção com tendência de longo prazo.” Em relação a outras economias emergentes, o economista também destaca o potencial brasileiro. “Definitivamente temos concorrência, e muita, das demais bolsas emergentes. Mas, olhando para os próximos dois ou três anos, a Bovespa é uma das que têm melhores perspectivas no mundo”.

Ricardo Tadeu Martins, da Planner Corretora, começou o ano com o Ibovespa projetado nos 82 mil pontos. Em agosto, rebaixou a meta para 75 mil pontos. Na mesma tendência seguiu a Coinvalores que, no final do último mês, projetava o Ibovespa para dezembro em 62 mil pontos, ante os 75 mil pontos esperados no início do ano. “Nossa posição já era conservadora devido ao cenário internacional, mas agora incluímos variáveis internas, como o impacto da curva de juros sobre o consumo”, diz Marco Saravalle, da Coinvalores. A análise técnica também tem novas projeções. Fernando Góes, da Alpes Corretora, afirma que o cenário mais provável é de que Ibovespa alcance 70 mil pontos em dezembro, ante projeção inicial de 86 mil pontos.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  bolsa de valores Índices de ações Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Novas regras vão liberar investimentos dos fundos imobiliários
Próxima matéria
CCBs passam ilesos por manifestação da CVM e seguem em alta



1 comentário

Jan 23, 2015

Bom dia!
Precisamos de uma “PROJEÇÃO” do índice Bovespa para 2.015, 2016 e 2017.
No aguardo,
Amauri.



Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Novas regras vão liberar investimentos dos fundos imobiliários
Está prevista para meados de setembro a edição de novas regras para Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs). O normativo...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}