Private equity inicia nova rodada de investimentos

Gestão de Recursos/Edição 19/Temas / 1 de março de 2005
Por 


Os fundos de capital de risco começam a vislumbrar uma nova fase de investimentos. Depois de aplicarem US$ 50 milhões no ano passado, a expectativa dos gestores de private equity da Advent International é que os novos investimentos cheguem a US$ 100 milhões em 2005. O fundo Patrimônio Private Equity, do Pátria, não realizou investimentos novos ao longo de 2004. Mas pretende desembolsar este ano R$ 80 milhões, já captados, em projetos na área de saúde e educação.

É o que se pode chamar de reciclagem das carteiras. Diante de um quadro econômico favorável e de perspectivas concretas de desinvestimento – testadas e comprovadas com as vendas de participações via bolsa realizadas no ano passado, como Gol, Dasa e ALL – os fundos tomam fôlego para investir em novos projetos. “À medida que as condições do país melhoram e há uma concentração menor de capital especulativo, é possível o aparecimento de boas oportunidades de negócio”, afirma Erwin Russel, sócio da Advent. Para Fábio de Paula, gerente de investimentos estratégicos para a América Latina da Intel Capital, a combinação de um mercado aquecido com a maturação de investimentos conduz à renovação do portfólio.

Russel, da Advent, alerta, contudo, que a alta das taxas de juros pode ser inibidora deste processo. O sexto aumento consecutivo da Selic – agora em 18,75% – amplia consideravelmente o custo de oportunidade de aplicação dos recursos e a atratividade dos negócios.

Alexandre Saigh, sócio do Banco Pátria, pondera que os novos investimentos não traduzem o início de um novo ciclo para o private equity. Para que isso aconteça, com direito a uma nova rodada de captações, serão necessários mais exemplos de sucesso, avalia. Para Saigh, os investidores ainda se ressentem de experiências mal sucedidas, marcadas por brigas entre cotistas e gestores, como as de fundos geridos pelo Opportunity.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  private equity fundos de capital Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Localiza prepara abertura de capital
Próxima matéria
Sócio dentro de casa



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Localiza prepara abertura de capital
Enquanto procuram novas oportunidades para alocar os recursos, os fundos de private equity continuam atentos ao momento certo...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}