Pesquisar
Close this search box.
Pesquisa elege as empresas mais confiáveis dos EUA

A revista Forbes divulgou os resultados da segunda avaliação anual das práticas contábeis das companhias norte-americanas, realizada pela firma de análises financeiras Audit Integrity (AI). O trabalho resultou numa lista das cem empresas mais confiá-veis dos Estados Unidos, que levou em conta a divulgação de demonstrações contábeis transparentes nos últimos quatro trimestres e procedimentos contábeis conservadores.

As cem empresas selecionadas foram divididas em três grupos, de acordo com a capitalização de mercado. A lista final contém 15 grandes companhias, 35 médias e 50 pequenas. Entre as dez de grande porte mais confiáveis, aparecem nomes como Heinz, Sunoco, Goodyear e Colgate-Palmolive.

A metodologia avalia as empresas por meio de uma pontuação intitulada Risco de Governança e Contabilidade (AGR – Accounting and Governance Risk), em que são analisados fatores contábeis historicamente associados a fraudes e elementos de governança corporativa com maior risco para os acionistas. No final, as 15% com maior pontuação são denominadas empresas conservadoras, enquanto as 10% com menos pontos ganham o rótulo de muito agressivas. Segundo a Audit Integrity, seu sistema de pontuação vem se mostrando bastante confiável na previsão de eventos negativos nos últimos anos, como atrasos na entrega de relatórios financeiros, ações coletivas de acionistas e falências.

A empresa também aponta uma forte correlação entre um alto AGR e os retornos futuros das ações. A Forbes ressalta, no entanto, que a lista das cem empresas do ano passado não comprovou essa afirmação. Enquanto o grupo selecionado pela AI teve uma perda conjunta de 5% ao longo do ano, o mercado como um todo teve um ganho de 3,5%. Segundo a publicação, o argumento da AI talvez se mostre mais correto no longo prazo.

Em agosto de 2007, uma análise da Audit Integrity ficou conhecida por ter dado um sinal de alerta em relação ao Banco Bearn Sterns, salvo da falência no início de março após uma aquisição do JP Morgan.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.