Olfato aguçado

Voluntários são treinados pela Fibria para detectar os odores estranhos emanados de seu processo industrial

Especial / Governança Corporativa / Temas / Reportagem / Sustentabilidade – Coletânea de Casos / 1 de abril de 2011
Por 

Este conteúdo é restrito a assinantes! Faça login >

paywall2 paywall

Se já é assinante, faça login:



Participe da Capital Aberto: Assine Experimente Anuncie


Tags:  Fibria sustentabilidade responsabilidade social

Compartilhe: 


Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
O agronegócio e o mercado financeiro
Próxima matéria
Contrato de Construção do Setor Imobiliário (IFRIC 15)




Recomendado para você




1 comentário

May 29, 2016

Moro no parque Califórnia em Jacareí, e hoje dia 29 de maio de 2016 as 22:54 esta um mau cheiro insuportável, acho lamentável passar por isso, não é a primeira vez, com certeza os donos da empresa não moram nas proximidades! Fico indignada, imagina quem mora mais perto, falta de respeito ao próximo, não acho que estas medidas estão sendo suficientes, assim nos diz o dia de hoje. Ai fica a pergunta em nome do lucro e do “progresso” vale tudo? Vale a pena não pensar no próximo!? E este mau cheiro além de incomodar seria prejudicial ao meio ambiente e a nossa saúde? A claro dirão que não…..lamentável…..



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
O agronegócio e o mercado financeiro
Uma das maiores contradições do mercado financeiro brasileiro atualmente é o seu dis-tanciamento do agronegócio. Como...