Nyse amplia presença no Golfo com a nova Bolsa do Catar

Captação de recursos / Temas / Internacional / Edição 71 / 1 de julho de 2009
Por , , e


Depois de um ano de negociações, a Qatar Holding e a Nyse Euronext firmaram uma parceria estratégica que cria a Bolsa do Catar. A nova bolsa substituirá a Doha Securities Market e tem metas ambiciosas: estabelecer o segundo maior e o mais moderno mercado de negociação da região do Golfo Pérsico. Para os padrões da Nyse, que já opera as bolsas de Nova York, Amsterdã, Londres, Paris, Lisboa e Bruxelas, o investimento também foi audacioso. A participação de 20% na nova bolsa custou US$ 200 milhões — o maior aporte já feito pela Nyse fora dos Estados Unidos e da Europa.

A Nyse terá direito a 11 assentos no conselho de administração da nova bolsa. Seis membros serão nomeados pelo fundo soberano Qatar Investment Authority (QIA), além de dois representantes independentes. “Os mercados internacionais podem ter enfrentado incertezas, mas nosso foco continua sendo as oportunidades futuras”, comentou o xeque Hamad Bin Jassim Bin Jabor Al-Thani, primeiro-ministro do Catar.

A Bolsa do Catar foi criada em 1995 e começou suas atividades dois anos depois, com 18 companhias listadas. Atualmente, 42 empresas são negociadas, com valor de mercado de US$ 75,3 bilhões. Em 2000, a cifra era de apenas US$ 5,2 bilhões. O país, apesar de ser um dos menores da região do Golfo, se destaca por concentrar 5% da reserva mundial de gás e por registrar, nos últimos cinco anos, média de 25% de crescimento do PIB. Em 2015, o Catar espera ser a segunda maior economia da região do Golfo Pérsico, o que justifica o investimento no desenvolvimento do mercado de capitais local.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Nyse Golfo Bolsa do Catar Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Entidades filantrópicas tiram lição do caso Bernard Madoff
Próxima matéria
Investidores querem mais informações sobre ESG




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Entidades filantrópicas tiram lição do caso Bernard Madoff
O National Committee for Responsive Philanthropy (NCRP) publicou relatório com as principais lições que as entidades filantrópicas...