Nove questões-chave para a agenda dos conselheiros

Governança Corporativa/Governança/Temas/Edição 65 / 1 de janeiro de 2009
Por 


Um recente artigo do blog de governança corporativa da Harvard Law School apresenta nove questões-chave para os conselheiros em 2009. Escrito por Martin Lipton, fundador do escritório Wachtell, Lipton, Rosen & Katz, o texto leva em consideração os impactos da crise financeira. São elas:

1) Supervisão de riscos pelos conselhos de administração: os problemas recentes provavelmente levarão a um aumento da regulação nas questões relativas à prevenção e gestão de riscos, o que deve resultar em mais responsabilidade dos conselhos pelos riscos incorridos dentro das organizações;

2) Monitoramento de questões relacionadas a solvência dos balanços patrimoniais, incluindo níveis de endividamento, liquidez, prazo das dívidas, recompra de ações e política de dividendos;

3) Desenvolvimento de procedimentos que garantam aos acionistas e reguladores que o CEO e demais membros da alta gestão sejam avaliados de forma adequada. Assegurar um plano de sucessão atualizado da equipe de gestão;

4) Aprimoramento dos mecanismos de remuneração dos executivos, para evitar uma aversão ou propensão excessiva a riscos e minimizar potenciais críticas dos órgãos reguladores. Ao mesmo tempo, é preciso atrair e reter os melhores executivos;

5) Avaliação regular e de forma estruturada do CEO e outros altos executivos, com o objetivo de assegurar profissionalismo, gestão de riscos, conformidade com as leis e integridade;

6) Busca pelo equilíbrio nas respostas das propostas de governança corporativa dos acionistas, aceitar as que não interferem na condução dos negócios e rejeitar aquelas que não sejam direcionadas a maximizar o sucesso de longo prazo da empresa;

7) Antecipação de potenciais ataques de fundos hedge que procurarem aumentar o preço de curto prazo das ações por meio de mudanças pontuais, às custas do valor no longo prazo;

8 ) Manutenção da cordialidade e da cultura de “todos no mesmo barco” com o CEO, mesmo diante da necessidade de aumentar o monitoramento do seu desempenho;

9) Aprender a navegar em situações adversas, como, por exemplo, em questões de solvência com potenciais conflitos de interesse entre acionistas e credores.

Conteúdo extra

Acesse o blog da escola de Direito de Harvard, onde Martin Lipton postou o artigo sobre os desafios dos conselheiros no ano que se inicia.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Governança Corporativa conselho de administração Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Um Madoff no Brasil?
Próxima matéria
RiskMetrics divulga primeiro relatório sobre o Brasil



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Um Madoff no Brasil?
Não bastassem todos os efeitos da crise financeira, como a quebradeira de bancos e de empresas, veio à tona aquela que promete...