Nos EUA e na Europa, bolsas investem em “piscinas escuras”

Captação de recursos/Internacional/Temas/Edição 66 / 1 de fevereiro de 2009
Por , , e


Em 29 de janeiro, a Bolsa de Valores de Nova York (Nyse) ganhou a sua própria “piscina”. As “dark pools” (“piscinas escuras”, numa tradução livre para o português) são plataformas eletrônicas de compra e venda de ações que não afetam as cotações do pregão tradicional, pois as operações ocorrem fora dele. O lado “escuro” da tecnologia vem do anonimato garantido tanto a quem vende quanto a quem compra os papéis. Com rapidez e custos mais baixos, as dark pools vêm conquistando a simpatia de investidores, a ponto de ameaçar a liquidez das bolsas. De olho nesse nicho, o grupo Nyse Euronext, controlador da bolsa nova-iorquina, decidiu lançar a sua plataforma.

“Dada a velocidade e a complexidade da dinâmica do mercado atual, há a necessidade de se resolverem problemas inerentes à execução de operações que envolvem grande quantidade de ações, em um ambiente de negociação cada vez mais fragmentado”, disse em comunicado oficial Larry Leibowitz, vice-presidente-executivo do grupo. A New York Block Exchange foi criada em parceria com a BIDS Trading, que tem a experiência no desenvolvimento desse produto para instituições financeiras como Bank of America Merrill Lynch, Credit Suisse, Goldman Sachs e Morgan Stanley.

A investida da Nyse Euronext nesse segmento não se restringe ao mercado norte-americano. Em 2 de fevereiro, estreou a dark pool europeia do conglomerado. Administrada pela Smar tPool, sociedade entre Nyse Euronext, BNP Paribas, HSBC e JPMorgan Chase, a plataforma permitirá a negociação de papéis listados em 15 países do Velho Continente. Também para este ano, está prevista a inauguração da “piscina” da Bolsa de Londres.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  EUA Europa Nyse dark pools Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
A informação individual detalhada da remuneração dos administradores é necessária?
Próxima matéria
Valor justo agora preocupa os fundos de private equity



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
A informação individual detalhada da remuneração dos administradores é necessária?
SIM Governança para valer Acionistas têm o direito de saber quanto gastam com os seus administradores Por...