Negócio frutífero

Investida do fundo Criatec, a Amazon Dreams se prepara para vender compostos extraídos de frutas e folhas da Amazônia

Gestão de Recursos/Especial/Reportagens/Private Equity e Venture Capital 2010/Temas / 1 de novembro de 2010
Por 


 

Resultado de um projeto laboratorial do curso de engenharia de alimentos da Universidade Federal do Pará, a Amazon Dreams foi escolhida dentre 1.450 candidatas de todo o País para receber recursos do fundo de investimentos de capital semente Criatec. Os R$ 100 milhões de patrimônio do fundo, 80% provenientes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e 20% do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), estão alocados em 23 startups.

A Amazon Dreams, criada em 2003 pelo pesquisador belga Hervé Rogez, oferece compostos ricos em antioxidantes extraídos de frutas e folhas da floresta amazônica. Eles podem ser aplicados na fabricação de alimentos funcionais (bioiogurtes e barras de cereais), cosméticos (cremes antienvelhecimento e perfumes) e fármacos (anti-inflamatórios). Traduzindo para a linguagem financeira, produtos de alto valor agregado. Para se ter uma ideia do potencial do negócio, o grama do composto pode ser vendido a US$ 10 mil, afirma Robert Binder, sócio da Antera Gestora de Recursos, responsável pela gestão do Criatec.

“Se temos essa riqueza, temos que inserir inteligência empresarial para explorá-la de forma sustentável e não predatória. A matéria-prima é colhida do chão, a partir de folhas que caem das árvores e frutos que estão ali para serem consumidos”, conta Binder. A sustentabilidade agregada ao potencial de retorno do investimento foi o que despertou a atenção da gestora. A expectativa é obter um retorno de 40% a 50% sobre o capital investido pelo Criatec, que tem um horizonte máximo de investimento de 15 anos. Em geral, segundo Binder, a saída do fundo costuma acorrer antes, entre cinco a seis anos.

O aporte de capital de risco — no total de R$ 1,5 milhão — aconteceu em três etapas.
A primeira delas em dezembro de 2009, quando foi concluída o processo de coleta de informações sobre a Amazon Dreams (due diligence) exigido pelo Criatec para se tornar sócio. Outra iniciativa do fundo foi transformar a empresa numa sociedade anônima, com práticas mínimas de governança corporativa. A companhia instalou um conselho de administração — hoje com três membros —, aumentou a transparência na contabilidade e firmou um acordo de acionistas. A Amazon Dreams tem sete sócios, todos mestrandos ou doutorandos que trabalham com Rogez.

A estrutura de gestão da empresa é bastante enxuta. A equipe executiva é composta do chefe de operações Marcelo Rodrigues e do presidente Igor Corrêa Pinto. Com passagens pela Infinity Venture Capital e McKinsey & Company, Igor aguardava uma boa chance de voltar à terra natal. O pacote de remuneração dos executivos inclui opções de ações. “Essa é a melhor forma de manter profissionais de alta competência”, garante Binder.

Apesar de ter demanda imediata para seu produto, inclusive de multinacionais globais do setor de alimentos e cosméticos, a Amazon depende da obtenção de uma série de certificações e registros para iniciar a comercialização. Um desses certificados é a ISO 22000, uma norma internacional que define os requisitos de um sistema de gestão de segurança alimentar. “As certificações são difíceis de conseguir, custosas e levam tempo”, explica Binder.

O fato não é encarado com desânimo pelo presidente da empresa, que prefere enxergar o copo meio cheio. “Não imaginávamos que despertaríamos o interesse de ‘gigantes’ tão cedo. É para esse tipo de cliente que estamos nos preparando industrialmente”, revela Corrêa Pinto, sem esconder sua empolgação com o negócio. Desde o aporte de capital do Criatec, a Amazon Dreams ganhou um laboratório especial e investe na construção de um grande reator para produzir em maior escala. Também assinou um contrato com os ribeirinhos para garantir suprimento de matéria-prima. E aumentou de dois para dez o número de funcionários, a maioria na área de pesquisa e desenvolvimento.

O grande diferencial dos produtos da Amazon Dreams é o processo de purificação a que os agentes antioxidantes são submetidos. Em função da tecnologia desenvolvida, é possível isolar o princípio ativo das espécies florestais, chegando-se a um grau de pureza dos antioxidantes de 90%, o que ainda não foi conseguido em nenhum outro lugar do Brasil. Isso garante a obtenção de compostos altamente concentrados.

Enquanto os negócios não frutificam, a Amazon Dreams complementa sua verba com dinheiro recebido de bolsas de pesquisa e prêmios. Este ano, recebeu R$ 40 mil pelo primeiro lugar no Prêmio Professor Samuel Benchimol e Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente. A iniciativa visa a promover a reflexão sobre as perspectivas econômicas, tecnológicas, ambientais, sociais e de empreendedorismo para o desenvolvimento sustentável da Região Amazônica.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  private equity venture capital investimentos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Captações em série
Próxima matéria
Aquisições mais transparentes



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Captações em série
  Desde que fez sua oferta pública inicial de ações (IPO), em 2007, a Anhanguera não para quieta. Este ano,...