SEC acusa dois por insider trading no caso Ackman-Herbalife

Legislação e Regulamentação / Internacional / 1 de outubro de 2014
Por 


shakedoamorDois homens dividiam um apartamento e informações privilegiadas. Acabaram acusados pela Securities and Exchange Commission (SEC) por insider trading. O regulador americano informou hoje que Filip Szymik e Jordan Peixoto foram investigados e considerados culpados por negociações indevidas com ações da fabricante de produtos de nutrição Herbalife.

Peixoto apostou na queda das ações da Herbalife em 19 de dezembro de 2012, por meio de opções de venda. No dia seguinte, o bilionário ativista de posição vendida Bill Ackman, dono da gestora Pershing Square, anunciou que estava vendido em US$ 1 bilhão em ações da companhia e que se engajava em provar que a empresa era uma pirâmide.

O problema todo é que Peixoto só fez a operação — que lhe rendeu US$ 47,1 mil — após Szymik, então analista da Pershing Square, lhe contar que seu patrão faria o bombástico anúncio no dia seguinte. Já está decidido que o funcionário da gestora, responsável pelo vazamento da informação, levará multa exatamente no valor do lucro de seu amigo, US$ 47,1 mil. A pena de Peixoto ainda está sendo discutida.

Por conta de casos como esse, Jon Stokes, diretor de padrões profissionais do CFA Institute, associação internacional que representa analistas, defendeu, em seu blog, que decisões de investimento de investidores influentes sejam tratadas com o mesmo zelo que um fato relevante interno de uma companhia.

Ações como a de Bill Ackman (comprar ações e depois começar uma campanha pública para provar que a empresa é uma fraude) são muito controversas. O investidor se declara um homem bem-intencionado, que pretende desmascarar companhias fraudulentas. Muitos o consideram, entretanto, um manipulador do mercado, que usa sua influência para fazer o preço de ações oscilarem para ganhar dinheiro. Leia mais na edição de outubro da CAPITAL ABERTO, em uma reportagem sobre os polêmicos short seller activists.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  SEC Insider trading Estados Unidos CAPITAL ABERTO mercado de capitais Herbalife Ativismo Bill Ackman ativismo minoritário informação privilegiada Pershing Square Ativista de posição vendida short seller activist CFA Institute Jordan Peixoto Filip Szymik Jon Stokes Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Muitos investidores asiáticos desconhecem os fundos de investimento
Próxima matéria
A cartilha do GT Interagentes e as atas das reuniões de administradores




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Muitos investidores asiáticos desconhecem os fundos de investimento
Entre os investidores de varejo de países como China, Hong Kong, Taiwan e Cingapura, é alto o número de pessoas que não...