Para preservar direitos

Grupo de estudos debate criação de lei exclusiva para matérias contábeis

Legislação e Regulamentação/Edição 117 / 1 de maio de 2013
Por 


Não foram apenas os contabilistas que tiveram de se adequar aos International Financial Reporting Standards (IFRS). Profissionais do direito também foram afetados pelas regras contábeis introduzidas por meio da Lei 11.638/2007, que alterou a Lei das S.As. (6.404/76). A mudança é tão relevante para matérias tributárias e empresariais que, no último dia 24 de abril, a Direito GV realizou o primeiro encontro do Grupo de Estudos sobre Direito e Contabilidade (Gedec), coordenado pela professora Vanessa Rahal Canado e pelo advogado Edison Fernandes. O Gedec se reunirá todos os meses na sede da instituição, em São Paulo.

Um dos questionamentos do grupo é a necessidade de editar uma lei que normatize exclusivamente as matérias contábeis, conforme proposto no projeto do Código Comercial, atualmente em tramitação no Congresso. O assunto fez parte da pauta da reunião inaugural e deixou a plateia dividida. Praticamente metade dos participantes entendeu que não seria necessária uma lei para reger a contabilidade. De acordo com eles, essa competência deve ficar a cargo de órgão específico, como o Comitê de Pronunciamentos Contáveis (CPC). A outra parte foi favorável à lei devido a sua importância na preservação de direitos, inclusive os societários.

“O Gedec tentará encontrar a melhor maneira de alinhar as normas internacionais de contabilidade com o nosso direito, mais formalista”, explica Edison Fernandes.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  IFRS CPC Gedec Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Sociais e poderosas
Próxima matéria
Ativismo em alta



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Sociais e poderosas
Imagine que você tem ações de uma empresa americana e acaba de ficar sabendo, pelo Twitter, que ela trocou de CEO. Você...