Nova York quer regular uso de bitcoins

Legislação e Regulamentação/Internacional/Edição 132 / 1 de agosto de 2014
Por  e


Uma proposta de marco regulatório para negócios em moeda virtual, como o bitcoin, está em audiência pública no Departamento de Serviços Financeiros de Nova York. Se a regulação sair do papel, o estado americano será o primeiro do país a dispor de uma regulamentação para esse método de pagamento.

A proposta prevê a criação de uma “bitlicense”, uma autorização para intermediários. Ela permitirá que eles recebam, transmitam e custodiem bitcoins, e também atuem ao lado dos mineradores virtuais (responsáveis pela emissão de novos bitcoins). Os principais requisitos para obter a licença são: ter em caixa as moedas devidas; verificar a identidade dos clientes; manter relatórios detalhados das transações; monitorar possíveis operações de fachada para lavagem de dinheiro, evasão fiscal e outros crimes; publicar relatórios e demonstrações financeiras, entre outros. Esses negócios terão, portanto, que seguir regras similares às de bancos tradicionais.

Por ser o único estado a ter regras claras sobre o assunto, Nova York pode atrair novos bancos de bitcoin. Entretanto, é bem provável que aqueles que queiram evitar escrutínio e transparência se estabeleçam em outros locais.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais lavagem de dinheiro Bitcoin moeda virtutal NYFS bitlicense evasão fiscal Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Emissão de covered bonds cai mundo afora
Próxima matéria
Reino Unido busca favorecer competição



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Emissão de covered bonds cai mundo afora
Um relatório divulgado pela provedora de dados de mercado Dealogic mostra queda nas emissões globais de covered bonds....