EUA lançam guia para esclarecer regras do FCPA

Legislação e Regulamentação/Internacional/Edição 112 / 1 de dezembro de 2012
Por 


Os Estados Unidos resolveram ser mais duros com a corrupção ativa — e trataram também de ser mais claros. Em novembro, foi lançado um guia para esclarecer ao mercado pontos do US Foreing Corrupt Practices Act (FCPA). O ato existe desde 1977, mas o departamento de Justiça norte-americano (DOJ, na sigla em inglês) e a SEC quiseram definir mais claramente quando um pagamento realizado para uma autoridade estrangeira constitui suborno. Estão submetidas às regras do FCPA companhias norte-americanas e estrangeiras que tenham emitido valores mobiliários nos Estados Unidos, como American depositary receipts (ADRs).

O documento é parte da campanha dos reguladores norte-americanos contra a corrupção corporativa. Para ajudar as empresas a entenderem o que podem ou não fazer, o guia traz análises de situações hipotéticas e estudos de caso reais sem citar o nome dos envolvidos. Como exemplo de um pagamento impróprio, cita “uma viagem de aniversário de US$ 12 mil para um tomador de decisões do governo mexicano, que incluía visitas a vinícolas e jantares”. A ideia, pontifica o guia, não é focar necessariamente o valor gasto, mas a intenção de influenciar um funcionário de outro país.

Ao dar esses exemplos o guia reconhece que, na vida real, pode ser difícil estabelecer o limite entre um ato corrupto e uma atitude legítima.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  EUA FCPA Corrupção lavagem de dinheiro Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Garantia duvidosa
Próxima matéria
Austrália impõe duras regras à alta frequência



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Garantia duvidosa
Com a redução da taxa de juros, o mercado de renda fixa no Brasil tem se tornado uma importante, senão a principal, ferramenta...