Em cana

Legislação e Regulamentação/N@ Web/Edição 126 / 1 de fevereiro de 2014
Por 


Ilustração: Beto Nejme /Grau 180.com

Em 27 de janeiro, o CEO da BitInstant, uma plataforma de negociação da polêmica moeda virtual bitcoin, foi preso. Charlie Shrem é acusado de lavagem de dinheiro e de ter vendido US$ 1 milhão em bitcoins para usuários do site SilkRoad, plataforma on-line de comercialização de drogas ilegais. O site Business Insider tratou logo de alardear a prisão e, em algumas horas, o texto já exibia quase 2 mil curtidas no Facebook. A prisão de Shrem é mais um capítulo na história da moeda mais comentada do mercado (leia também na matéria Ouro de tolo).

Link: http://read.bi/1hFsdDN


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais Business Insider Charles Shrem Bitcoin Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Sempre ele
Próxima matéria
Cheio de memes



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Sempre ele
Dicas de como investir como Warren Buffett não faltam por aí. Um dos homens mais ricos do mundo e o investidor mais...