Hong Kong cria HDRs para atrair estrangeiras



O mercado de capitais de Hong Kong, apesar de reconhecidamente forte, sempre foi criticado por ser muito dependente de empresas locais. Para reverter essa situação, a Bolsa de Hong Kong anunciou, no dia 9 de maio, o lançamento de um sistema de listagem de certificados representativos de valores mobiliários (Hong Kong Depositary Receipts – HDRs), previsto para estrear no dia 1º de julho.

“O sistema de HDRs faz parte de nosso plano estratégico para aumentar o número de empresas estrangeiras listadas na bolsa”, comentou Paul Chow, diretor presidente da Hong Kong Exchanges and Clearing (HKEx), no site oficial da companhia.

Nos últimos cinco anos, foram registrados 148 IPOs de companhias estrangeiras na HKEx, pouco mais de 1% do total. Espera-se que empresas de países como Rússia, Vietnã, Índia, Israel, Cazaquistão e companhias do Oriente Médio sejam os principais emissores dos novos papéis.

Anthony Lok, chefe de pesquisa do Bank of China International, vê a novidade com bons olhos, mas também com cautela. “A diversificação deverá melhorar a qualidade de nosso mercado, mas isso dependerá da qualidade das empresas que vierem a se listar”, comentou Lok ao jornal China Daily do dia 10 de maio.

Patrick Shum, estrategista chefe da Karl Thompson Securities, está cético quanto ao sucesso do plano, pois acredita que os investidores locais não deverão se entusiasmar com empresas que não conhecem. “Algumas empresas da Nasdaq listaram na HKEx no passado e os resultados foram muito fracos.”


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  mercado internacional Ásia ADR/GDR Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Notice and Access espanta pessoa física das assembleias
Próxima matéria
Relações passadas ajudam o trabalho dos analistas



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Notice and Access espanta pessoa física das assembleias
Em vez de estimular a participação de acionistas pessoas físicas nas assembléias, o Notice and Access (N&A) está...