Vítimas das estatais



vitimas-das-estataisPetrobras e Eletrobras estão em maus lençóis. Enquanto a primeira é protagonista de um escândalo bilionário de corrupção, a segunda sofre os efeitos da MP que antecipou a renovação de concessões e diminuiu as tarifas de energia. Descontentes com as companhias, os investidores arranjaram uma forma de protestar: no Twitter, postam notícias e cobram explicações e transparência. A conta Minoritários PETR contabiliza 768 seguidores; já a Minoritário ELET exibe um número mais tímido: 21. “Por que outros países têm exemplo de capitalismo semiestatal que não atropela o minoritário? Quem vai querer ser sócio do governo agora?”, disse um usuário, após a notícia de que a elétrica deve precisar de aportes do Tesouro para cumprir sua agenda de projetos.

Link: bit.ly/1x9pOgu

Ilustração: Grau180.com


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Eletrobras Petrobras CAPITAL ABERTO mercado de capitais Minoritários PETR ELET Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Orientação contábil pode reduzir excesso de informações
Próxima matéria
Entre CVM e Conselhinho, maioria dos processos demora mais de cinco anos para acabar



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.

Leia também
Orientação contábil pode reduzir excesso de informações
Entrou em vigor no dia 11 de novembro uma diretriz contábil que promete reduzir o tamanho das demonstrações financeiras,...