Veneno enfraquecido

Cai o número de empresas cujo preço da OPA inclui prêmio sobre o valor de mercado

Governança Corporativa/Reportagem/Anuário de Governança Corporativa 2013 / 1 de outubro de 2013
Por 


O uso das chamadas pílulas de veneno (poison pills) pelas empresas integrantes do anuário manteve-se constante de 2012 para 2013. Cerca de 30% delas prevêem em seu estatuto essa cláusula, que obriga o acionista que atinge determinado percentual de participação a fazer uma oferta pública para adquirir a totalidade das ações (OPA).

A boa notícia do ponto de vista da governança é que a dose de veneno dessas pílulas diminuiu. O número de empresas cujo preço da OPA inclui um prêmio sobre o valor de mercado passou de 64%, em 2012, para 44%, em 2013. Como esse sobrepreço encarece a aquisição das ações, sua redução implica menos dificuldade para transferência de controle e, dessa forma, menos chances de uma gestão ineficiente se perpetuar no poder.

Também caiu o número de companhias cuja OPA obrigatória vem acompanhada de cláusula pétrea. Essa é a denominação atribuída ao dispositivo que obriga o acionista que votar a favor da supressão da pílula a tomar o seu veneno, ou seja, fazer uma oferta pública de compra de ações aos demais. No anuário passado, 26% das empresas possuíam esse tipo de cláusula em seu estatuto. Neste, o percentual caiu para 20,5%. Em 2011, na reforma dos regulamentos do Nível 2 e do Novo Mercado, a BM&FBovespa proibiu empresas detentoras de cláusulas pétreas de se listar nesses segmentos.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  bmfbovespa Novo Mercado CAPITAL ABERTO mercado de capitais poison pill OPA tag along arbitragem clausula pétrea Nível 2 Anuário de Governança Corporativa pílula de veneno Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
AES Tietê
Próxima matéria
Vigilância crescente



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
AES Tietê
Confira no PDF abaixo a ficha de governança da AES Tietê.