Vanguard quer aproximar investidores de conselheiros

A Vanguard, segunda maior gestora de fundos do mundo, vai propor a criação de um “comitê de relacionamento com os acionistas” nas companhias em que investe, com o intuito de elevar os padrões de governança corporativa. De acordo com o jornal Financial Times, a partir do próximo ano, o fundo vai …



vanguard-quer-aproximarA Vanguard, segunda maior gestora de fundos do mundo, vai propor a criação de um “comitê de relacionamento com os acionistas” nas companhias em que investe, com o intuito de elevar os padrões de governança corporativa. De acordo com o jornal Financial Times, a partir do próximo ano, o fundo vai escrever cartas para as empresas descrevendo a proposta. O objetivo é que o órgão facilite o acesso dos acionistas aos membros do conselho de administração. Eles querem a oportunidade de expressar suas opiniões e sugerir temas que devem ser levados pelos conselheiros à diretoria.

A Vanguard pretende solicitar a adoção desse comitê nos Estados Unidos e, depois, iniciar uma campanha internacional para implementá-lo. “Os conselheiros independentes estão fazendo um bom trabalho, mas achamos que eles não se engajam com os acionistas como deveriam”, afirmou ao jornal o presidente-executivo da Vanguard Bill McNabb. Segundo ele, ainda há muitos conselheiros independentes que nunca conheceram um investidor.

Ilustração: Rodrigo Auada


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Governança Corporativa conselho de administração CAPITAL ABERTO mercado de capitais comitê Vanguard conselheiros Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
CVM impede Marcelo Bastos, dono da RJCP, de negociar valores mobiliários
Próxima matéria
Formulário de Referência sob a Perspectiva Internacional e Local



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.

Leia também
CVM impede Marcelo Bastos, dono da RJCP, de negociar valores mobiliários
Por cinco anos, o empresário Marcelo Bastos, dono da RJCP, ficará impedido de atuar, direta e indiretamente, como investidor...