Proporção de mulheres em conselhos é recorde nos EUA

Governança Corporativa / Internacional / Edição 135 / 1 de novembro de 2014
Por 


Nunca tantas mulheres foram indicadas para ocupar cadeiras em conselho de administração quanto em 2014. Dos candidatos a uma vaga no board das empresas do S&P 500, 30% eram do sexo feminino; em 2008, elas eram apenas 15%. Os dados foram divulgados pela Institutional Shareholder Services (ISS), maior consultoria de voto do mundo. A proporção de mulheres presentes nos conselhos também cresceu, embora ainda seja inferior a um quinto. Precisamente 18,7% das cadeiras das principais companhias americanas são ocupadas pelo público feminino; há três anos, eram 16,3%.

Pelo mundo, o número de conselheiras aumenta de forma consistente. Entre as companhias do índice FTSE 350, que reúne as principais empresas da London Stock Exchange, elas são 18,5% — em 2008, elas eram pouco mais de 10%. No Canadá, 14,6% das vagas são ocupadas por mulheres; na Austrália, 14,7%.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  ISS CAPITAL ABERTO mercado de capitais cotas para mulheres mulheres no conselho Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Sem papas na língua
Próxima matéria
Gestores fogem da acomodação e investem em junk bonds




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Sem papas na língua
O antigo diretor-presidente da Microsoft, Steve Ballmer, deixou a companhia com fama de teimoso e irritadiço. O comportamento...