Pior que insider

Charles Gasparino é um jornalista polêmico. Comentarista da Fox News e autor de vários best-sellers sobre Wall Street, ele frequentemente questiona a importância que se dá a casos de insider trading e o quanto se gasta para investigá-los.

Governança Corporativa / N@ Web / Edição 128 / 1 de Abril de 2014
Por 


Charles Gasparino é um jornalista polêmico. Comentarista da Fox News e autor de vários best-sellers sobre Wall Street, ele frequentemente questiona a importância que se dá a casos de insider trading e o quanto se gasta para investigá-los. No Twitter, ele também não tem papas na língua. “Me chamem de louco, mas eu acho que o John Thain gastar 35 mil dólares em uma privada é pior do que insider trading”, escreveu. Thain, ex-Nyse e Merrill Lynch, agora é CEO da CIT Group, holding de participações no setor financeiro.
No começo do ano, vazou para a imprensa a notícia de que ele havia gastado US$ 1,2 milhão para redecorar seu escritório.

Link: bit.ly/1l1fKfY

Ilustração: Beto Nejme/Grau180.com



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Insider trading Nyse CAPITAL ABERTO mercado de capitais John Thain Charles Gasparino Merril Lynch CIT Group Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Ajustes para modernizar
Próxima matéria
Chat com o RI




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Ajustes para modernizar
Prestes a completar uma década, a Instrução 409, que regula os fundos de investimento, passará por sua maior reforma....