Pele a prêmio



print2Famoso por causa do livro Cisne Negro, Nicholas Taleb encontrou no Twitter e no Facebook plataformas para fazer algo que adora: enfiar o dedo na ferida alheia, sem meias palavras. Os CEOs foram alvos recentes de sua língua ferina. A provocação começou com a pergunta: se artistas, atletas e empreendedores ganham muito além da média, por que as pessoas reclamam do salário dos CEOs? Em seguida, Taleb respondeu: “intuitivamente, sabemos que os CEOs não têm “skin in the game” — expressão criada pelo investidor americano Warren Buffett que alude ao risco de um indivíduo quando toma uma atitude. “As perdas do CEO são revertidas para os acionistas. Ele mantém para si as vantagens por meio de opções de ações, enquanto os outros ficam com as desvantagens,” postulou. Certo ou não, foram quase 1.600 curtidas.

Ilustração: Grau 180.com.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Cisne Negro Nicholas Taleb Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Icahn versus Fink
Próxima matéria
Três “Cs” da crise



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Leia também
Icahn versus Fink
O investidor ativista Carl Icahn causou comoção em seu debate com Larry Fink, CEO da BlackRock, promovido em 15 de julho...