IBGC cria questionário para avaliação de conselho

Bimestral/Governança Corporativa/Edição 101 / 1 de janeiro de 2012
Por 


A crise financeira mundial de 2008 escancarou a inabilidade da alta administração de grandes empresas. O baque serviu para executivos e conselheiros clamarem por estratégias adequadas para a gestão não só das finanças das companhias, mas também de seus administradores que, teoricamente, deveriam estar a postos para prevenir os problemas. Em resposta a essa perplexidade, o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) publicou, em dezembro de 2011, um formulário com 30 perguntas que podem servir de base para a avaliação de conselhos e conselheiros nas companhias abertas.

O questionário integra o Guia de Orientação para Planejamento de Sucessão, Avaliação e Remuneração de Conselho de Administração e Diretor–Presidente, primeira publicação do IBGC que versa sobre o tema. No rol de perguntas, estão assuntos relacionados a: heterogeneidade dos membros do conselho, em termos de idade, gênero e experiência; interação dos conselheiros com os acionistas da companhia; frequência das reuniões; zelo pelo cumprimento das políticas internas da companhia; desempenho individual dos conselheiros, dentre outros.

O guia do IBGC chega em um período oportuno. Das 99 empresas do Anuário de Governança Corporativa das Companhias Abertas 2011, da CAPITAL ABERTO, somente 25,25% afirmam avaliar periódica e formalmente o desempenho do board. O questionário pode ser uma ferramenta útil para quem conduz esse trabalho. Além de questões de múltipla escolha, há algumas dissertativas e dirigidas aos administradores. “Dessa maneira, os conselheiros têm mais espaço para opinar e contribuir com ideias”, afirma Moacir Salztein, diretor de governança corporativa da Natura e membro da comissão do IBGC que preparou a publicação.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  IBGC conselheiro de administração avaliação de conselhos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
OdontoPrev se programa para entregar ITR em 30 dias
Próxima matéria
Poder de influência de minoritário entra no radar do Cade



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
OdontoPrev se programa para entregar ITR em 30 dias
As companhias abertas pediram, e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) atendeu aos apelos. Em dezembro, a autarquia anunciou...