Gestores de recursos ganham cada vez mais

Governança Corporativa/Internacional/Edição 130 / 1 de junho de 2014
Por 


Um levantamento do FT Fund Management, ligado ao jornal Financial Times, revelou que os executivos de gestoras de recursos estão ganhando mais. Foram analisados relatórios anuais, referentes a 2013, das dez maiores assets do mundo. Os resultados mostram que, em muitas delas, os diretores tiveram aumentos de percentuais de dois dígitos no salário em comparação com 2012.

O executivo mais bem pago é o CEO da BlackRock, Larry Fink, que recebeu US$ 24 milhões entre salário, bônus e prêmios sobre ações em 2013, um incremento de 12% em relação ao ano anterior. Já o maior aumento ficou com Michael Dobson, da Schroders: ele ganhou 71% a mais, embolsando US$ 14 milhões. Na opinião de fontes ouvidas pelo Financial Times, com salários tão gordos, as assets podem enfrentar dificuldades em seus pleitos para frear a remuneração dos executivos nas empresas em que investem.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Estados Unidos Remuneração de executivos CAPITAL ABERTO mercado de capitais BlackRock Schroders Michael Dobson Larry Fink Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Canadá pede transparência às consultorias de voto
Próxima matéria
Companhias com duas classes de ações desagradam investidores



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Canadá pede transparência às consultorias de voto
A Canadian Securities Administrators (CSA), reguladora do mercado de capitais canadense, publicou uma série de recomendações...