Diretor da CVM chinesa é investigado por corrupção

4/12/2014

Governança Corporativa / Internacional / 4 de dezembro de 2014
Por 


A Comissão de Disciplina da China, criada para combater a corrupção no país, está investigando Li Liang, membro do regulador do mercado de capitais chinês (CSRC, na sigla em inglês), por violação à lei.

Li dirige atualmente o comitê de proteção ao investidor da entidade. Até 2012, era chefe do departamento da CSRC responsável por analisar pedidos de ofertas públicas inicias de ações (IPOs) de empresas que buscam listagem no ChiNext, mercado de acesso da Bolsa de Shenzhen. A investigação, segundo a mídia local, ocorre um mês depois da prisão de Ling Wancheng, empresário que teve seis pedidos de IPOs aprovados por Li. De acordo com a imprensa, as autoridades encontraram uma série de discrepâncias nas informações divulgadas nos prospectos dessas companhias.

Desde 2012, as autoridades chinesas têm se engajado em reprimir e punir casos de corrupção, principalmente com burocratas do governo. Cerca de 250 mil servidores públicos foram detidos ou investigados até agora. De acordo com um relatório divulgado pelo Banco Central da China, 18 mil funcionários estatais corruptos roubaram um total de US$ 123 bilhões nos últimos anos e fugiram para o exterior, principalmente para Estados Unidos, Canadá e Austrália.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  IPO China Corrupção Bolsa de Shenzhen Chinext mercado de acesso prospecto CSRC Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Dogma posto em xeque: parte 2
Próxima matéria
Petrobras e o futuro




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Dogma posto em xeque: parte 2
É justo que o investidor de curto prazo, muitas vezes dono ou locatário de ações por poucos dias ou semanas, tenha o mesmo...