De vilã a vítima

Governança Corporativa / N@ Web / Edição 142 / 1 de junho de 2015
Por 


A Petrobras tem usado assiduamente o Facebook para comunicar ao público sua versão dos desdobramentos da Lava Jato. No começo de maio, avisou que buscaria ressarcimento contra executivos e empreiteiras citadas na operação. A postagem recebeu quase 1.300 curtidas. Nem todo mundo, entretanto, ficou satisfeito com o que leu: “Deveria cobrar o conselho pela gestão política do preço dos combustíveis. Esse prejuízo foi dez vezes maior que o da Lava Jato”, reclamou um usuário. Dias depois, uma foto do presidente Aldemir Bendine recebendo R$ 157 milhões em dinheiro recuperado pela Operação Lava Jato ganhou tanta atenção — e críticas — quanto. Foram 1.180 curtidas e 226 compartilhamentos.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Petrobras CAPITAL ABERTO mercado de capitais Lava Jato Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Banco conectado
Próxima matéria
Viagem de volta (Arteris)



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Banco conectado
O Goldman Sachs quer se posicionar como um banco plugado nas inovações tecnológicas. Investe atualmente numa startup de moedas...