Conselho da HP vive dias tumultuados

Governança Corporativa/Internacional/Edição 117 / 1 de maio de 2013
Por 


A troca de comando no board da gigante da informática Hewlett-Packard (HP) mostra que o espaço para conselheiros incompetentes vem caindo. Em 2012, a empresa perdeu quase US$ 9 bilhões num negócio furado, o que enfureceu boa parte dos acionistas. Como resultado, dois conselheiros da companhia renunciaram, mesmo após terem sido reeleitos pela assembleia geral. John Hammergren e Kennedy Thompson tiveram pouco mais de 50% de aprovação e preferiram partir.

Ray Lane, o presidente, renunciou ao posto, mas permanece como conselheiro. Para a consultoria de votos Glass Lewis, as baixas percentagens obtidas por esses profissionais deixaram clara a insatisfação dos investidores com o trabalho do conselho. Enquanto a HP busca um novo chairman, o investidor ativista Ralph Whitworth, fundador da Relational Investors LLC, assumirá o papel. Antes, ele ocupava o cargo de conselheiro independente, temporariamente extinto.

O estopim da bagunça foi a compra da fabricante inglesa de software Autonomy por US$ 11 bilhões, quando ela valia bem menos. Para o jornal The New York Times, a mudança no conselho é positiva para Meg Whitman, CEO da HP desde 2011. Por enquanto, Meg tem sido poupada pelos investidores, já que a fatídica compra ocorreu antes de ela assumir o cargo, na curta e desastrosa gestão de Leo Apotheker. Mas a pressão para reverter a situação da empresa é grande. Mesmo líder de vendas, a HP tem enfrentado prejuízos há alguns anos.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CEO HP Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Estudo critica isolamento dos conselheiros
Próxima matéria
Iosco lança consulta sobre índices de mercado



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Estudo critica isolamento dos conselheiros
O conselho de administração de uma companhia existe para pensar no longo prazo. Portanto, pode ser perigoso deixar os conselheiros...