Pressão atrapalha discernimento dos gestores



A tensão de atuar num mercado cada vez mais volátil e arriscado tem estimulado os gestores de recursos a se comportar de forma contraditória, com um otimismo equivocado, diz estudo da State Street Global Advisors.

A pesquisa mostra que 63% dos investidores ampliaram suas alocações em ações de países desenvolvidos nos últimos seis meses, embora 60% deles acreditem numa correção de entre 10% e 20% desses mercados. Além disso, cerca de 65% dos profissionais ouvidos avaliam que medidas de proteção tradicionais, como a diversificação, bastam para protegê-los de perdas acentuadas.

Na opinião de Daniel Farley, diretor da State Street, esse tipo de atitude é fruto da pressão por retornos. Sem tempo para analisar corretamente suas ações, os gestores acabam adotando estratégias contraditórias e pouco cautelosas, num momento de alta volatilidade dos mercados.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais gestores de recursos volatilidade diversificação Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
De zero a um
Próxima matéria
Bolsa saudita se abre para estrangeiros



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você