Fundos islâmicos se recuperam depois de ano fraco

Gestão de Recursos/Internacional/Edição 131 / 1 de julho de 2014
Por 


Nos quatro primeiros meses de 2014, os fundos que seguem as regras da sharia (lei religiosa, política e social do islamismo) aumentaram seu patrimônio em US$ 1,92 bilhão. O movimento pode ser considerado uma vitória, já que em 2013 eles perderam US$ 10 bilhões em desvalorização de ativos e resgates, praticamente 10% do total. Conforme dados da consultoria Eurekahedge, no fim de abril havia 829 fundos do tipo, responsáveis por gerenciar, ao todo, US$ 88,6 bilhões.

Os fundos islâmicos não podem investir em setores que vão contra os princípios da religião, como empresas de bebidas alcoólicas, de carne suína, de pornografia e de apostas. O motivo do desempenho ruim desses fundos em 2013 foi o mesmo que afligiu os mercados emergentes: o anúncio de que os Estados Unidos reduziriam o seu programa monetário responsável por inundar o mercado de dólares.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais sharia fundo islâmico finanças islâmicas Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Poucas empresas têm comitê de análise de riscos
Próxima matéria
CEO da Blackrock critica ETFs alavancados



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Poucas empresas têm comitê de análise de riscos
Um levantamento divulgado pela Deloitte no começo de junho mostra que as companhias abertas estão cada vez mais preocupadas...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}