David Einhorn na berlinda

Por que os investidores estão de mau humor com o gestor da Greenlight Capital

Gestão de Recursos / N@ Web / 6 de julho de 2018
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Gestor de recursos da Greenlight Capital, David Einhorn é conhecido por ser pouco simpático com os clientes, investir em ações nas quais ninguém aposta e manter um estilo de vida longe do que seria convencional para um bilionário americano. No mercado, o chamam de “gênio esquisito”. O problema é que sua “genialidade” — que permitiu à da Greenlight Capital acumular 7 bilhões de dólares em ativos — não tem gerado atualmente bons resultados. No fim de 2017, o fundo sob sua gestão apresentava queda de 11,3% em relação a 2014. No mesmo período, contudo, o S&P 500 se valorizou 38,3%. Não à toa, vários investidores estão resgatando seus investimentos, impacientes com a situação. O site de humor sobre mercado de capitais Dealbreaker disse que falar mal de Einhorn é “como chutar cachorro morto”, e que o problema do gestor é que ele está à espera da próxima bolha que vai lhe trazer dinheiro, nostalgicamente relembrando o tempo em que apostou contra o mercado imobiliário e obteve retornos polpudos. “No mundo dos hedge funds, você pode ser um gênio irascível e excêntrico, desde que esteja fazendo as pessoas ganharem dinheiro. Pare de ganhar dinheiro e a pecha de ‘gênio’ cai”, comentou um usuário do Twitter sobre Einhorn. Pelo jeito, vai demorar para ele recuperar o apelido. Só no primeiro semestre deste ano, seu fundo caiu 19%.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  investidores S&P 500 David Einhorn Greenlight Capital Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Governo dá aval a acordo entre Boeing e Embraer
Próxima matéria
Disputas



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Governo dá aval a acordo entre Boeing e Embraer
Governo federal dá aval para continuidade de acordo entre as fabricantes de aviões Boeing e Embraer, na quarta-feira,...