Alguém feliz com a Petro

29/10/2014

Gestão de Recursos / N@ Web / 29 de outubro de 2014
Por 


A cada detalhe divulgado sobre o esquema de corrupção envolvendo a Petrobras, a imagem da petroleira piora. Para o short seller – investidor que ganha com a baixa de ativos – Jim Chanos, a notícia é excelente. Em 28 de outubro, ele declarou que os papéis de Petrobras e Vale são suas maiores apostas de desvalorização para este ano, e que a estatal de capital aberto “não era uma ação, e sim uma armação”. Suas palavras repercutiram no Twitter e na bolsa americana. O site Activists Short, especializado em ativistas de posição vendida, anunciou: “A manhã é boa para Chanos: Petrobras está em queda de 18% na negociação de ADRs. Lembrem-se, é/era uma companhia de US$ 80 bilhões, e não uma penny stock”.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Petrobras Brasil CAPITAL ABERTO mercado de capitais short seller activist Jim Chanos short seller Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Índia é o país asiático com mais ativismo
Próxima matéria
Bolsa de Joanesburgo facilita listagem de estrangeiras




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Índia é o país asiático com mais ativismo
Nem Hong Kong nem Japão. O país asiático com mais ativismo é a Índia. Um relatório do BNP Paribas obtido pela imprensa...