Privatização parcelada

Venda de distribuidoras da Eletrobras vira “trending topic” no Twitter

Fusões e aquisições/N@ Web / 31 de agosto de 2018
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

A Eletrobras continua sendo uma empresa estatal, mas vendeu uma parte de seus ativos na última quinta-feira, dia 30, em um leilão sem disputa na B3. Um consórcio arrematou a distribuidora de energia de Roraima, enquanto a Energisa levou as do Acre e Rondônia. Os compradores se comprometeram a aportar um total de 688 milhões de reais nas empresas. O assunto foi um dos mais comentados no Twitter na data do leilão, entrando nos “trending topics” da plataforma. A Energisa usou a rede social para anunciar a compra e comemorá-la. “Com isso, nos tornamos 11 distribuidoras, consolidando uma presença entre os maiores grupos de energia do Brasil.” Já a Eletrobras não se manifestou, por causa da legislação eleitoral, que impede a postagem. Entusiastas da privatização, como a economista Elena Landau, festejaram o resultado. Alguns usuários, contudo, reclamaram da pouca competição pelos ativos, cuja venda era cogitada desde o governo Dilma.

 


Leia também

A poucos passos da Lei das Estatais

Monopólio decadente

Contra o golpe à Lei das Estatais 




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Eletrobras Privatização Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
MiFID II prejudica corretoras menores
Próxima matéria
CVM edita instrução sobre condo-hotel



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
MiFID II prejudica corretoras menores
A MiFID II, diretiva para o mercado financeiro europeu que entrou em vigor em janeiro deste ano, já causa impactos nas corretoras,...