Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Formadores de mercado entram na lista de cortes de gastos

, Formadores de mercado entram na lista de cortes de gastos, Capital Aberto”A liquidez minguada dos mercados está impactando o número de empresas que contratam serviços de formador de mercado (market maker), agente responsável por garantir ofertas de compra e venda para os papéis do contratante. Em dezembro, 89 companhias usavam esse serviço — uma queda de 11% em relação a julho, quando cem empresas tinham um formador de mercado.

Uma das que abriram mão do serviço foi a Magnesita. A companhia mineira de refratários contratou o UBS, em julho, para aumentar a liquidez de suas ações preferenciais MAGG3. Logo depois, em outubro, anunciou o fim da parceria. Segundo dados da Economática, o índice de liquidez da MAGG3 em 17 de julho, data da contratação, estava em 0,19. Em 16 de outubro, dia do anúncio da rescisão, era de 0,13.

O banco Daycoval contratou o Credit Suisse, em 8 de setembro. Os papéis DAYC4 tinham liquidez em bolsa de 0,048. Com esse número reduzido pela metade (0,024), o banco resolveu rescindir o contrato em 10 de dezembro. Questionado pela CAPITAL ABERTO, informou, por e-mail, que poderá voltar a contratar um market maker em 2009, “caso a administração entenda que existe a necessidade e que o mercado de capitais ofereça condições mais favoráveis à atuação do formador de mercado”.

“O market maker é um prestador de serviço como outro qualquer. Se ele não alcança aquilo a que se propõe, a empresa precisa avaliar o custo-benefício de manter o serviço”, comenta Fernando Bergamin, gerente de Relações com Investidores (RI) da Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI). Ele estuda o cancelamento do contrato com o formador de mercado. Num momento de crise, avalia, esse serviço faz parte do rol de gastos passíveis de revisão.

Para Rodrigo Pasin, sócio da Value Consultoria, não há formador de mercado que consiga aumentar a liquidez das ações em um momento de crise. Mas, em sua visão, a decisão de abrir mão do serviço precisa ser bem avaliada. “Se com o formador de mercado a situação já está ruim, imagine sem ele”, diz.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 9,90/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.