Filhos de Madoff

Relações com Investidores/N@ Web/Temas/Edição 107 / 1 de julho de 2012
Por  e


Só no mês de junho, a Securities and Exchange Commission (SEC) noticiou três casos de pirâmides financeiras, que, mesmo bem mais singelas do que as peripécias do lendário Bernard Madoff, também ludibriaram centenas de investidores. Em um dos esquemas Ponzi, uma firma de Utah prometia ganhos com ativos imobiliários que nunca existiram. Em outro, além de usar o dinheiro de novos clientes para pagar os mais antigos, um corretor baseava sua estratégia de investimentos nos movimentos da lua. Como alguém cai nessa? “Pessoas são idiotas”, decretou um usuário do Twitter.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  SEC Bernard Madoff Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Leis ou explicações?
Próxima matéria
Versões latinas



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Leis ou explicações?
O ano de 2010 encerra uma década memorável para a governança corporativa na América Latina (AL). Apesar de terem mercados...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}