Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
Fãs de Assange no Twitter da Bolsa

Em 23 de fevereiro, o Twitter oficial da BM&FBovespa (@info_bmfbovespa) foi invadido por defensores de Julian Assange, fundador do WikiLeaks, site famoso por publicar documentos confidenciais. O grupo que se identifica como Anonymous postou críticas ao capitalismo e pediu a libertação do australiano, preso na Inglaterra. A página da Bolsa foi tirada do ar após a invasão e voltou sem essas mensagens. Os mesmos hackers já atacaram páginas de outras empresas ligadas ao mundo financeiro, como as de cartão de crédito Visa e MasterCard e a de pagamentos online PayPal.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.