Ética por escolha

Faz tempo que nós, da imprensa, ouvimos investidores e outros agentes do mercado reclamarem das reorganizações societárias envolvendo companhias abertas. Não raro, empresas anunciam incorporações, vendas de fatias acionárias ou fusões que encostam nas bordas da lei para defender o patrimônio do …

Captação de recursos/Gestão de Recursos/Governança Corporativa/Editorial/Temas/Edição 108 / 1 de agosto de 2012
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Faz tempo que nós, da imprensa, ouvimos investidores e outros agentes do mercado reclamarem das reorganizações societárias envolvendo companhias abertas. Não raro, empresas anunciam incorporações, vendas de fatias acionárias ou fusões que encostam nas bordas da lei para defender o patrimônio do controlador em detrimento da poupança dos minoritários. A experiência de alguns episódios, embora traumática, rendeu frutos. Ciente do papel que lhe cabia, o regulador tratou de criar instruções e pareceres que evitassem expropriações futuras.

O problema é que os consertos têm limite. A CVM restringe-se à Lei das S.As. para expedir seus normativos, e a lei, como se sabe, dá um trabalhão até ser modificada — muitas vezes, o que é mais triste, a emenda acaba saindo pior do que soneto. Foi pensando nisso que, em 2000, a Bolsa de Valores achou um caminho alternativo para fazer com que as empresas emitissem apenas ações com voto. Surgia, assim, o Novo Mercado, uma morada para quem voluntariamente aceitasse se comprometer com as melhores práticas de governança. Os investidores gostaram da ideia e passaram a exigir o Novo Mercado. As companhias perceberam que ele seria o caminho mais curto para conquistar a confiança — e os recursos — dos aplicadores. Foi um sucesso.

Agora o mercado de capitais aposta novamente na ética por escolha, não por obrigação. O Comitê de Aquisições e Fusões (CAF), tema da reportagem de capa desta edição, é uma tentativa de tornar mais éticos os rearranjos societários sem ferir nem mudar a lei. Uma aposta, provavelmente acertada, no princípio de que os bons comportamentos são mais frequentes quando a contrapartida é um ganho de reputação e não apenas o sentimento de dever cumprido.

O primeiro desafio do CAF, portanto, será obter prestígio. Se der certo, a empreitada poderá reduzir significativamente os truculentos embates entre acionistas controladores e minoritários. A promessa é tão boa que é difícil acreditar nela. Mas não custa tentar.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM Novo Mercado CAF Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Fascínio por diagnósticos
Próxima matéria
Fissuras ameaçadoras



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Fascínio por diagnósticos
Exibir como currículo apenas os estudos e as iniciativas que já liderou em prol do desenvolvimento do mercado de capitais...