Estado de Nova York vai regular a indústria de seguros de crédito

Gestão de Recursos/Internacional/Temas/Edição 62 / 1 de outubro de 2008
Por , e


O que fazer se um quinto da receita de um estado vem de uma indústria em crise? David A. Paterson acha que a resposta é intervir. Ele é o governador do estado de Nova York e decidiu regular o Credit Default Swap (CDS), uma espécie de seguro de crédito cujo mercado é estimado em US$ 62 trilhões.

Mais assustador do que o volume dos swaps é saber que o mercado não contava com nenhuma espécie de regulação. Mas isso vai mudar a partir do dia 1º de janeiro de 2008, quando os CDS passam a ser fiscalizados pelo Departamento de Seguridade de Nova York.
A saída encontrada foi encaixar os CDS no conceito de seguro, atividade fiscalizada pelo poder estadual. Por meio de um comunicado, o governador explicou que a idéia é implantar regras de solvência para essas operações, assim como as que existem para outros produtos financeiros. Peterson, que admitiu ter conhecido os CDS há apenas seis meses, entende que o produto foi o principal responsável pelos problemas enfrentados pela seguradora AIG. “O CDS deveria ser regulado como jogo porque é disso que se trata.”

O Federal Reserve e o Departamento do Tesouro não comentaram as medidas de Nova York. Antes de o governo federal anunciar o socorro aos bancos, o estado de Nova York já havia permitido que a AIG levantasse US$ 20 bilhões com suas subsidiárias para reforçar seu capital.

Peterson assumiu o governo em março desse ano, após as denúncias de uma cafetina brasileira derrubarem o então governador Eliot Spitzer. Sua posse chamou atenção do público pelo fato de Peterson ser quase cego. O problema foi gerado por uma infecção no olho, sofrida na infância e que lhe tirou cerca de 90% da capacidade de enxergar. Hoje, ninguém reclama de sua visão.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Nova York Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Nyse Euronext lança plataforma de última geração
Próxima matéria
Alvo de agressões politicas, Cox é criticado por suspensão do short selling



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Nyse Euronext lança plataforma de última geração
A Nyse Euronext anunciou, no dia 8 de setembro, o lançamento de sua Multilateral Trading Facility (MTF) pan-européia, apelidada...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}