Empresa de HFT tem que pagar US$ 1 milhão à SEC por manipulação de mercado

22/10/2014

Legislação e Regulamentação/Temas/Internacional / 22 de outubro de 2014
Por 


A Securities and Exchange Commission (SEC) anunciou no último dia 16 um acordo de US$ 1 milhão com a firma de investimentos Athena Capital Research. O valor não é de encher os olhos. Ano passado, por exemplo, um processo por insider trading contra a SAC Capital culminou com o pagamento de US$ 602 milhões ao regulador. A novidade neste caso é que, pela primeira vez, uma gestora foi multada por manipular o mercado por meio de operações de alta frequência com algoritmos (HFT, na sigla em inglês).

A Athena agia no horário de fechamento das bolsas de valores, inundando o mercado com milhares de ordem de compra ou de venda nos últimos segundos de pregão. A estratégia, conhecida como “banging the close”, é usada principalmente no mercado de contratos futuros. Ao fazer pressão nos preços para cima ou para baixo no fim do dia, a firma poderia conseguir um resultado favorável para papéis adquiridos ao longo do dia.

Na prática, ao estabelecer um acordo, o investigado paga para não admitir a culpa e não ter que lidar com as consequências de levar o caso até o fim, como uma multa alta ou inabilitação, por exemplo. Apesar de o litígio ter sido interrompido por um termo de compromisso, o evento mostrou que a SEC tem tecnologia para monitorar as atividades com HFT e sabe como fazê-lo. Portanto, está preparada para investigar e processar os suspeitos de manipular o mercado.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  SEC Estados Unidos CAPITAL ABERTO mercado de capitais HFT Athena Capital Research Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Acionistas na justiça
Próxima matéria
Índice irá apontar fundos que mais investem em empresas poluentes



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Acionistas na justiça
Este encontro foi patrocinado por: A especialização é essencial O mercado de capitais brasileiro cresceu, assim...