Educação com entretenimento

ONG sul-africana leva noções de finanças pessoais para seriado de TV

Captação de recursos / Temas / Edição 108 / 1 de agosto de 2012
Por 


Grace cortou despesas e está fugindo de seus credores; enquanto tenta equilibrar o orçamento, ainda precisa proteger o segredo da identidade do pai de sua filha. Com jeitão de novela, a história faz parte da 11ª temporada da série Soul City, transmitida em horário nobre na televisão sul-africana, no fim do ano passado. Os problemas de Grace não são meros frutos da criatividade de roteiristas para fisgar os telespectadores: o intuito é usar a personagem para retratar a má gestão de finanças pessoais.

O seriado é uma criação do Soul City Institute Health & Communications, instituição filantrópica da África do Sul especializada na produção de conteúdo que mistura educação com entretenimento. Distribuindo seus produtos em plataformas diversas, como TV, rádio e internet, o Soul City busca melhorar a vida da população, tentando difundir informação e conhecimento com leveza. Dentro dessa estratégia, a educação financeira tem um espaço destacado, segundo Harriet Perlman, executiva sênior da Soul City. “Poupança e endividamento são um dos nossos assuntos centrais”, diz ela.

Para Harriet, não é complicado abordar noções de finanças em um veículo formatado para as massas. “Dramas são uma ótima maneira de tratar desses temas, pois permitem que as pessoas se identifiquem com as situações enfrentadas pelos personagens.” O público atingido pelos episódios da série — cerca de 7 milhões por capítulo — é sinal de que as mensagens vêm sendo bem acolhidas. (Danilo Gregório)



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  África do Sul Soul City Institute Health & Communications Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Patrulha reforçada
Próxima matéria
Foco renovado




Recomendado para você




1 comentário

Nov 30, 2015

Gostei do video, espero mais novidade interessante como esta.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Patrulha reforçada
  As ações criminosas estão na agenda de Brasília. Durante o mês passado, as atenções voltaram-se para o Superior...